Em posse, ministro Flávio Dino prega desarmamento e promete solucionar caso Marielle

 


Em seu discurso de posse, o ministro Flávio Dino disse que prometeu à ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, que não poupará esforços para prender os culpados e os mandantes da morte da vereadora Marielle Franco, assassinada há cinco anos.

— Disse à ministra Anielle e à sua mãe (Marinete) que é uma questão de honra do estado brasileiro empreender todos os esforços possíveis, e a polícia federal assim atuará, para que esse crime seja desvendado definitivamente e que saibamos quem matou Marielle e quem mandou matar Marielle Franco naquele dia no Rio de Janeiro.

Na plateia, Anielle, que é ministra da Igualdade Racial, chorou.

Dino também pregou o fim do que chamou de "liberou geral de armas".

Antes, a primeira fala de Dino foi de agradecimento ao STF por garantir as eleições.

— Minhas primeiras palavras são de saudação à senhora chefa do Poder Judiciário do Brasil, ministra Rosa Weber. Saúdo o poder do Estado sem o qual esse momento não estaria ocorrendo, posto que foi o Judiciário brasileiro que garantiu o Estado Democrático de Direito numa hora tão dificil.

CLICKPB



BORGES NETO LUCENA INFORMA