"Incomunicável" após invasão em Brasília, advogado diz que Pamela Bório pode estar em outro país com o filho

 


O advogado Ricardo Alvarenga, em entrevista ao programa Paraíba Verdade, nesta segunda-feira (16), chegou a dizer que a ex-primeira dama poderia estar fora do país com o filho de Ricardo Coutinho. 

A bolsonarista que participou dos atos de vandalismo e invasão ao Senado, Câmara Federal e Supremo Tribunal Federal (STF) e levou seu filho de 12 anos com o ex-governador para os atos do último dia 8 de janeiro estaria incomunicável. 

Como acompanhou o ClickPB, a defesa do genitor disse que "ela não tem autorização para fazer nenhuma viagem com o filho, pois só com autorização do pai". 

Para além disso, os advogados de RC entraram com uma petição no processo da guarda do filho. O ex-governador quer a guarda da criança e, de acordo com nota emitida pela defesa, a petição alega o “grave crime cometido pela genitora, levando o menor a ser partícipe do ato delituoso”.

Suplente de deputada federal pelo PSC nas eleições de 2022, Pâmela postou vídeos e fotos em que aparece no telhado do Congresso, uma área de acesso restrito. Nas postagens em redes sociais, ela filmou a si própria acompanhada do filho com o ex-governador, de apenas 12 anos.

Já a defesa de Pâmela disse que irá se pronunciar sobre o caso a qualquer momento. 

CLICKPB



BORGES NETO LUCENA INFORMA