Efraim Filho destaca crescimento do Democratas nas eleições de 2020

 

232 vereadores. Nacionalmente o colegiado chegou a 459 prefeituras, 193 a mais que o total de eleitos pelo partido no último pleito. De 2016 a 2020 o crescimento foi 70%.

Com cenário positivo o parlamentar disse que o “resultado é fruto da capacidade de diálogo, da identidade com a agenda da boa gestão municipal e da sintonia com o cidadão nos temas que impactam diretamente em sua vida”. Destacou Efraim.


De acordo com o líder, o Democratas concorreu com 10.583 inscritos a mais em todo o Brasil. Passou de 21.953 para 32.536 candidatos e venceu em 3 das 25 capitais em que houve votação. Na avaliação de Efraim Filho a conta pode fechar em cinco vitórias caso vençam Josiel Alcolumbre em Macapá (que liderava as pesquisas, mas o pleito foi adiado por causa do apagão no Estado) e Eduardo Paes, que voltou ao DEM em 2018, no Rio de Janeiro.

Em 2004 a sigla ficou em terceiro lugar com 784 prefeitos e nos anos seguinte perdeu muito com a mudança de filiados para outros partidos. Nestas eleições o colegiado retoma o crescimento. Tem resultado expressivo vencendo 3 das 6 capitais que decidiram a eleição no primeiro turno.

Efraim Filho é conhecido no Congresso Nacional pelo seu poder de articulação e exerce a liderança do DEM com muita habilidade. Agregador, o parlamentar levou para o partido nos últimos anos parlamentares experientes.

Para 2022 a sigla poderá ter resultados além esperado. Tal percepção é ancorada em diversos fatores, principalmente na experiência de Efraim Filho como líder, ACM Neto como presidente nacional do DEM e na habilidade de negociar de Rodrigo Maia.

 

PB AGORA


BORGES NETO LUCENA INFORMA