Dona de lanchonete presta Boletim de Ocorrência contra cliente que ofendeu funcionário negro em Campina Grande


 Um Boletim de Ocorrência foi registrado nesta quinta-feira (10) pela dona da lanchonete em que um vendedor foi alvo de comentários racistas na última terça-feira (8). A 'FasFood' prestou o relato na 6ª Delegacia Distrital, para a delegada Mairam Moura, que iniciou uma investigação sobre o caso. 

Em entrevista ao ClickPB, o proprietário Ramon explicou que o caso foi registrado após a permissão do funcionário do estabelecimento que, no primeiro momento, não chegou a ser informado acerca das mensagens de cunho racista enviadas por uma cliente pelas redes sociais do estabelecimento. 

"Eu e minha esposa ficamos perplexo e em um primeiro momento chegamos a pensar que era uma brincadeira. O Boletim de Ocorrência foi gerado após Gabriel permitir que fosse feita a denuncia.Tomamos essa atitude pois a qualquer momento pode se repetir com qualquer pessoa, mulher, homosexual, enfim, a gente ficou triste com a situação. A gente só vê fora, nunca presenciamos com tamanha agressividade assim", relatou.

Ainda segundo o proprietário, a vítima, o jovem Gabriel Akhenaton, está a pouco mais de 30 dias trabalhando com eles e afirmou que nunca presenciou uma situação tão violenta como a que passou. 

Nas mensagens, que foram divulgadas no perfil do instagram da lanchonete, a cliente dizia não se sentir bem “sendo atendido por um negro”, entre demais termos ofensivos contra o vendedor. 

Segundo informações obtidas pelo ClickPB, as intimações já foram expedidas e também foi solicitada a quebra de dados do número de que enviou as mensagens para o whatsApp da 'FasFood'. A delegada responsável pelas investigações também explicou que houve dois crimes, o de injúria racial e racismo contra negros, uma vez que no final da mensagem ofende a todos. 

Confira a seguir o Boletim que foi registrado nesta quinta-feira (10):