João Azevêdo destaca importância de decisão do STF e comenta sobre obrigatoriedade da vacinação

 


O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) destacou, nesta sexta-feira (18), a importância da decisão do Supremo tribunal Federal (STF) de votar a favor STF da aplicação de medidas restritivas para quem se recusar a se vacinar contra a Covid-19. O gestor ainda explicou sobre a questão da obrigatoriedade da vacinação e que muitas vezes é confundida por parte da população.

“A experiência mostra que, ao longo do tempo, a humanidade se protegeu contra determinadas doenças fazendo uso das vacinas. Eu não tenho dúvida nenhuma, que as vacinas que estão aí, trarão segurança para população, considerando que vários organismos internacionais estão analisando a eficiência, eficácia e segurança dessas vacinas", ressaltou, como o ClickPB acompanhou, sobre a importância da vacina para a população. 

Quanto a decisão do STF, João Azevêdo comentou que a decisão da obrigatoriedade "não se trata de coerção. As pessoas misturam a questão da obrigatoriedade com coerção". Segundo o governador, o fato de ser obrigatório "não significa dizer que uma pessoa vai lá na casa do cidadão obrigá-lo a tomar". As informações foram dadas em entrevista coletiva, no Palácio da Redenção, em João Pessoa, no dia de hoje. 

"Quem não quiser tomar, não vai tomar. O que acontecerá, com certeza, é que quem não tomar a vacina possa ser alvo de algumas limitações, por exemplo viajar, assumir algum emprego, como é atualmente com alguns seguimentos de obrigatoriedade nossa”. Afirmou, comentando sobre a questão, comparando com o voto", ressaltou.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO