João Pessoa é a 3ª Capital do Norte/Nordeste com maior saldo de empregos em 2021

 

Mesmo em meio à pandemia da Covid-19, a economia de João Pessoa vem dando sinais de recuperação nos primeiros meses da gestão do prefeito Cícero Lucena. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, nos cinco primeiros meses deste ano, a cidade foi a terceira Capital do Norte/Nordeste com o melhor saldo de empregos nos setores do Comércio e da Construção Civil.
 
Entre janeiro e maio deste ano, o saldo positivo na Construção Civil foi de 1.481 postos de trabalho. Já no setor do Comércio, entre admissões e demissões, foram gerados 1.032 novas vagas de emprego. Nos números gerais, somando outros setores da economia, a Capital paraibana tem saldo de 4.972 empregos em 2021.
 
Os números positivos na geração de empregos foram recebidos com naturalidade pela secretária de Trabalho, Produção e Renda, Vaulene Rodrigues. Segundo ela, desde o início da gestão, o compromisso do prefeito Cícero é de cuidar das pessoas, sempre com o olhar para quem mais precisa. E criar mecanismos para a criação de emprego e renda é uma forma de garantir qualidade de vida para os pessoenses.
 
“Vendo a atual situação econômica do País, nosso objetivo prioritário foi o de criar condições para que a cidade pudesse gerar mais emprego e renda para seus moradores. Foi feito uma grande repactuação dos programas, reformulações que permitiram agilidade ao Sine-JP, além de um trabalho de articulação e colaborativo com diversos organismos públicos e privados do Estado. Esse ambiente favorável aos negócios e esse objetivo claro são sem dúvidas os pilares que têm permitido João Pessoa alcançar níveis expressivos na geração de novos postos de trabalho. Estamos confiantes, mas sabemos que ainda é só o começo. Vamos transformar João Pessoa na Capital das oportunidades e ver nossa cidade ser um celeiro de desenvolvimento e progresso no Nordeste brasileiro”, destacou.
 
Segundo Vaulene, um dos motivos para esse sucesso foram os esforços da Prefeitura para manter a economia funcionando durante a pandemia, com decretos que possibilitaram que a maioria dos setores não parasse mesmo durante o pico de casos da Covid-19.
 
Mais empregos 
No mês de junho, o prefeito Cícero Lucena lançou o programa ‘Agora tem Trabalho’, com um pacote de obras com investimentos superiores a R$ 1 bilhão. O impacto destas intervenções na economia é imediato, gerando aproximadamente 40 mil empregos – 10 mil diretos e 30 mil indiretos.
 
O programa prevê intervenções como a construção de duas novas UPAs, da Clínica do Pet, a ponte Mangabeira-Valentina, mais de 3,8 mil novas unidades habitacionais, além do Parque Jardim Três Ruas. A mobilidade e o sistema viário passarão por um grande impacto na cidade. Além da implantação de 150 km de malha asfáltica e do calçamento de 500 ruas, a gestão municipal pretende realizar obras que devem mudar a vida da população. Muitas outras obras estão inclusas no pacote.
 
Saldo de empregos na Construção
1º Fortaleza – +1.863
2º Salvador – +1.859
3º João Pessoa – +1.481
4º Maceió – +1.392
5º – Recife – +1.293
6º Teresina – +1.002
7º Manaus – +862
8º Palmas – 683
9º Belém – +612
10º São Luís – +345
11º Porto Velho – +319
12º Aracaju – +273
13º Natal – +273
14º Rio Branco – +189
15º Boa Vista – -64
16º Macapá – -365
 
Saldo de empregos no Comércio:
1º Teresina – +1.931
2º Salvador – +1.803
3º João Pessoa – +1.032
4º Palmas – +864
5º Maceió – +696
6º Boa Vista – +501
7º Porto Velho – +424
8º Manaus – +411
9º São Luís – +393
10º Natal – +384
11º Macapá – +278
12º Rio Branco – +182
13º Belém – +150
14º Aracaju – +102
15º Recife – -201
16º Fortaleza – – 578


Portal Paraíba


 BORGES NETO LUCENA INFORMA