Vídeo: homem enfurecido quebra próprio carro na BR em Santa Rita após veículo ser apreendido por emplacamento atrasado

 


Um vídeo divulgado nesta quarta-feira (13) nas redes sociais chamou atenção por mostrar um motorista, de 44 anos, destruir o próprio carro após ser parado por uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo informações do órgão, a ação aconteceu na BR-230, em Santa Rita, onde o veículo estava parado às margens da rodovia. 

Após uma inspeção da PRF no carro, foi constatado que o mesmo estava com emplacamento atrasado. Ao saber que o automóvel seria apreendido pelos policiais, o dono então teria iniciado a destruição do veículo.

Veja o vídeo:

Em nota, a PRF informou que o carro estava parado devido a uma pane seca (falta de combustível) e que o condutor teria informado aos agentes que não era habilitado e utilizava o veículo para demandas em sua propriedade rural.

Após consultar a situação do automóvel, com placa de São João do Meriti, no Rio de Janeiro, foi verificado que o último emplacamento foi pago no ano de 2015, constatando, assim, a documentação atrasada por seis anos.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) classifica a falta de licenciamento como multa gravíssima (7 pontos), além de recolhimento do veículo até que seja regularizado.

"O condutor foi informado do fato, junto da orientação de que poderia retirar seus pertences pessoais do interior do automóvel. Após retirar algumas ferramentas de trabalho (foice, facão, enxada) o homem começou a golpear o carro, gerando danos na lataria, vidros, faróis, retrovisores e pneus", disse a PRF.

A situação, porém, foi contornada por meio do diálogo, sem necessidade da força policial ou registro de ocorrência criminal. O automóvel foi recolhido e o proprietário solicitou uma carona, segundo o órgão.

"Em decorrência das condições observadas, foram registrados quatro autos de infração (multas), sendo: Deixar de conduzir veículo sem equipamento obrigatório (pneu estepe, macaco hidráulico, chave de roda ou triângulo de sinalização); deixar de licenciar o veículo; dirigir automóvel sem possuir CNH e ter veículo imobilizado na via por falta de combustível", concluiu a PRF.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO